Alugue um carro
Alugue um carro aqui

Turismo de Aventura: 5 Destinos Turísticos com cachoeiras no Paraná

Para você que adora natureza e está sempre em busca da próxima aventura, eis algumas sugestões que muito provavelmente você não tinha imaginado. Ao pensar em uma cidade do Paraná com cachoeiras, a primeira coisa que vem à sua cabeça é Foz do Iguaçu, não é mesmo? Para fugir do que todo mundo conhece selecionamos 5 destinos no Paraná menos conhecidos, mas não menos interessantes. Todos eles contam com cachoeiras que demandam apenas alguns quilômetros de carro e uma curta caminhada. Algumas você vai poder apenas apreciar e outras se banhar, se quiser. Confira e ponha o pé na estrada:

1) Guarapuava

Além dos parques, praças e casarões históricos, a cidade conta com um atrativo que chama muito a atenção. Dentro do Parque Municipal São Francisco da Boa Esperança você tem uma vista panorâmica do Salto São Francisco, que é nada mais nada menos que a maior queda d'água da Região Sul do Brasil, com 196 m de queda livre. Depois de estacionar o carro no parque, que não cobra a entrada, você precisa caminhar apenas alguns metros para ver o salto de longe. Para quem curte caminhada, pode percorrer a trilha de 8 km para ver a belíssima cachoeira de baixo. Porém prepare-se que são 4 km de descida na ida e 4 km de subida na volta. Quer dizer, é preciso um preparo mínimo. Além disso, como o local não tem lanchonete, leve água e algo para comer. Uma sugestão é fazer um piquenique.

2) Sengés

A cidade paranaense fica bem na divisa com o Estado de São Paulo. Apesar do potencial turístico pouco explorado, lá você encontra uma preciosa cachoeira. Conhecida como Cachoeira do Sobradinho ou Véu da Noiva, você consegue ter acesso após 15 km de estrada de terra que é possível percorrer de carro comum, não é necessário ter um 4x4. O caminho é bem sinalizado e arborizado. Chegando lá você vai precisar fazer apenas uma pequena caminhada. O poço, do lado esquerdo, é raso e chegar até a queda d'água para um banho refrescante é fácil. Depois do banho de cachoeira você pode se hospedar no Centro de Lazer Bela Vista e curtir o dia seguinte por lá.

3) Tibagi

A cidade conta com diversas cachoeiras. Uma parada obrigatória é o Parque Estadual do Guartelá, onde é possível fazer duas trilhas: a básica e a completa. A trilha básica é autoguiada e tem um total de 5 km ida e volta, que podem ser percorridos em cerca de 3 horas. Nessa trilha você tem diversas atrações: os panelões do Sumidouro, o mirante do Canyon Guartelá e a Cachoeira da Ponte de Pedra. A primeira parada, nos panelões, já vale o passeio. A piscina natural é rasa com pequenas quedas d'água e os panelões são furos nas rochas que se enchem de água. Seguindo em frente, uma caminhada autoguiada por belas paisagens leva até o mirante do Canyon Guartelá, cortado pelo Rio Iapó, considerado o sexto maior do mundo em extensão. Por fim, uma caminhada um pouco maior leva até um ponto alto onde você pode apreciar de longe a ponte de pedra, de 120 m, esculpida pela água ao longo do tempo. O parque tem estacionamento próprio e entrada gratuita. Para a trilha completa, que leva você para ver algumas pinturas rupestres, é necessário contratar um guia previamente.

4) Ponta Grossa

A atração fica a cerca de 27 km do centro de Ponta Grossa e tem esse nome pois antigamente era frequentada por padres jesuítas em busca de refúgio. Para chegar até lá você vai percorrer uma estrada de terra, bastante sinalizada, não tem como errar. O local, que cobra entrada, conta com infraestrutura como o Café do Lobo, banheiros, estacionamento e área para churrasco. Um caminho de madeira leva até a impressionante furna de onde desce uma cachoeira de 30 m de altura que forma uma piscina bem rasa. A beleza do local e o fácil acesso atraem dezenas de famílias. Por isso, se possível escolha um dia durante a semana para visitar e aproveitar com mais privacidade.

5) Prudentópolis

Conhecida como a terra de cachoeiras gigantes, a cidade paranaense não leva a fama à toa. Ela conta com dezenas de cachoeiras catalogadas com mais de 50 m de altura. Prudentópolis é também a maior colônia ucraniana do Brasil, com 70% da população descendente de ucranianos. Dentre tantas cachoeiras selecionamos três que valem a pena visitar.

Monumento Natural Salto São João

A queda d'água com 85 m de altura impressiona pelo volume de água e o tamanho. Ela pode ser vista de dois mirantes. No primeiro você caminha apenas 100 m por uma plataforma de madeira e vê a exuberante cachoeira por inteiro. Já para chegar ao segundo é necessário percorrer uma trilha autoguiada de 1.200 m na mata que leva para um deck em cima da cachoeira onde é possível contemplar a força das águas da cachoeira.

Salto fica a 22 km do centro de Prudentópolis, sendo 15 km de estrada de terra. Esse trecho requer um pouco mais de atenção do motorista, principalmente se estiver molhado por conta da chuva, mas nada que você não consiga percorrer com um carro convencional. Antes de chegar até as trilhas que levam aos mirantes você passa por um centro de visitantes cheirando a novo que oferece uma boa infraestrutura. A entrada é gratuita.

Recanto Perehouski

O Recanto Perehouski conta com área para camping, chalés, quiosques cobertos, trilha sinalizada, uma gruta e o famoso almoço ucraniano que você precisa reservar antes. Além disso, dentro da propriedade privada, que cobra entrada, caso você vá apenas visitar, não há só uma, mas três quedas d'água. Não muito altas, mas têm poços ideais para você tomar banho e relaxar.

Salto São Sebastião e Salto Mlot

Bem pertinho do Recanto Perehouski, alguns quilômetros adiante, na mesma estrada, você chega a outra propriedade privada que abriga duas cachoeiras. O Salto Mlot tem 110 m de altura e pouco volume de água. Já o Salto São Sebastião, com 126 m, é mais vistoso. O que mais chama a atenção é que uma cachoeira fica literalmente em frente da outra. O que é raríssimo de se ver por aí. Você pode ver parte delas de um mirante. Quem quiser ter uma vista completa das duas cachoeiras precisa fazer uma trilha, que apesar de ter menos de 1 km é bem puxada, porque é só descida. Tanto que em alguns pontos há cordas pelo caminho para você poder se apoiar. É preciso um bom preparo físico antes de encarar essa caminhada. A entrada custa R$ 10 e o local conta com estacionamento.

Ficou empolgado com as dicas e não vê a hora de conhecer cada um desses lugares? Passe na Unidas, pegue o seu veículo e embarque nessa aventura. Vamos juntos!